mantener a Astrologos del Mundo cuesta tiempo y dinero , si quieres colaborar te lo agradecemos Gracias de antemano!!!!!!

SOL

A JORNADA DO HEROI


Nos contos de fadas e mitológicos existe sempre um herói que se aventura na busca de uma donzela ou de um tesouro.

A nossa vida assemelha-se a esses contos.
Por isso, em algum ponto do nosso processo de crescimento, tal como esse herói, recebemos a chamada da aventura… a hora é de crescer, de encontrar o nosso tesouro, de tomar consciência do nosso potencial intrínseco, de sermos nós próprios e não vivermos segundo as expectativas dos outros.

Devemos ser como o Sol que brilha em todo o seu esplendor e não ocultar com máscaras a luz que brota do nosso interior… por isso, no nosso mapa astral o Sol representa a nossa individualidade, a nossa vontade instintiva.

A energia do Astro-Rei pode de início expressar-se como uma fantasia ou sensação de destino “superior” à nossa espera.

Esta chamada à aventura pode surgir de diversas formas.
O despertar da faceta solar pode coincidir com o início de um período de auto-conhecimento interior, o qual por sua vez pode ter sido precipitado por uma crise que nos deixa tristes e depressivos.

Nosso princípio solar não se assemelha aos ciclos lunares e leis a que se submetem nossos corpos e emoções. Simplesmente não é comum. Muita gente descobre isso na meia idade, quando não estão realizados com os velhos objectivos: segurança emocional, dinheiro e realização social.

O sol não está preocupado com o mundo exterior. As metas solares são interiores, dizem respeito à auto-realização.

A realidade material faz parte da faceta lunar e o que imaginamos como nossas metas na primeira metade da vida é apenas o conjunto das necessidades da Lua, que se traduzem em termos materiais.

Este processo costuma acontecer principalmente, sob ciclos de Saturno aos 30 anos ou na meia-idade ou com a oposição de Urano a ele próprio e o segundo semi-ciclo de Saturno.

A chamada para a aventura acontece em nossas vidas como uma grande crise que nos obriga a tomar conhecimento de nós-próprios para descobrirmos novos potenciais.

Portanto a chamada solar além de ser activada pelos ciclos dos planetas lentos, costuma ser indicada por um trânsito ou progressão importante, que envolve o Sol. Existe a sensação de destino e a pessoa sente que a crise tinha que ocorrer e aconteceu no momento exacto.

No início da jornada existe uma prova que a pessoa deve vencer antes de conhecer o seu caminho e a sua verdadeira identidade. Assim ela demonstra que é capaz de se tornar ela mesma.
Como existe mais de uma passagem de planetas lentos a activar o nosso Sol, temos mais de uma oportunidade para responder à chamada e ela pode vir por etapas, como situações sem lógica mas que de facto estão ligadas. Pode ocorrer em muitos níveis e repete-se ao longo da vida.

Às vezes começa por meio de um encontro importante. Os relacionamentos obrigam-nos a acordar, principalmente se eles começam ou terminam sob situações envolvendo o Sol. A entrada de outra pessoa em nossas vidas pode catalizar e nossa jornada.

Depois da chamada, como nos contos, geralmente recebemos auxílio de fontes divinas e não costumamos ter trabalho para conseguir essa ajuda inicial. Essa assistência vem do nosso interior, embora seja personificada por alguém que oferece apoio ou alguma solução na hora certa.

Seremos postos à prova, mas precisamos colaborar e não ficar indiferentes na conquista da nossa realização.

Naturalmente podemos rejeitar a chamada, mas depois ela retorna sob uma forma diferente e suas provas serão mais difíceis. Geralmente o resultado é a depressão profunda e a sensação de fracasso e vazio.


Mas, nesta caminhada, vamos encontrar algo desagradável que nos tenta impedir de atingir a meta. Tal como nos contos de fadas, onde existem as bruxas más, na nossa vida, estas são personificados pelas pessoas mais íntimas que não nos deixam ser nós próprios… nós habituamo-las a seguir as suas regras e agora queremos infringi-las.

Este processo pode ser analisado por alguns factores do mapa: o Sol pode retratar alguma tensão inata que pode sugerir obstáculos interiores, embora projectados para o exterior e que parecem nos impedir de crescer; Saturno também pode descrever, por signo, casa e aspecto o medo e a insegurança em nos revelarmos ao mundo.
São padrões cristalizados do passado que impedem a nossa evolução.

Há muitas pessoas que ficam paradas na fase inicial. Todos conhecemos bem a sensação de nos sentirmos prisioneiros entre a necessidade de sermos amados e a necessidade de sermos leais a nossos próprios valores.
Também observamos a luta que é sair de um relacionamento insatisfatório, de um emprego seguro mas anulador, ou de uma família controladora. Portanto quando iniciamos este processo sofremos, porque sempre que a faceta solar se expressa vem acompanhada da inimizade dos outros, do medo da represália, da culpa e da solidão.

O que realmente torna dificil esta jornada é suportarmos o fardo do nosso "eu" separado... devido a isto o Sol só emerge realmente na meia-idade, quando a pessoa está mais amadurecida para enfrentar o desafio.

Depois de vencermos esta fase estamos equipados para buscar o verdadeiro objectivo da nossa jornada, pois provamos que podemos subsistir sozinhos.

O regente planetário do signo solar dá-nos insights e o regente do ascendente descreve potenciais interiores especiais que devemos descobrir e desenvolver. Indica-nos tipos de situações que vamos encontrar na nossa jornada.

Portanto o ascendente é como um guia que nos acompanha pela vida e que nos leva a aprender certas lições para nos ajudar a nos tornarmos aquilo que é simbolizado pelo Sol.

Quando expressamos o Sol sentimo-nos autênticos e temos a sensação de poder e valor pessoal. Sem essa sensação, sentimo-nos mal e necessitamos do reconhecimento de terceiros. Geralmente tomamos decisões inconscientemente levados por necessidade emocional, análise intelectual ou o desejo de agradar.

Quanto mais sabemos quem somos, mais estaremos a agir segundo a nossa verdade e de acordo com o que é certo para nós.
Mesmo que as consequências sejam difíceis podemos nos manter íntegros e fortes


Tentemos ser como o Sol que brilha com seu esplendor… esta é a chave da verdadeira felicidade!

Visitas: 278

Comentar

¡Necesitas ser un miembro de Astrologos del Mundo para añadir comentarios!

Participar en Astrologos del Mundo

Comentario por Ale * el julio 25, 2011 a las 11:55pm

Muy lindo amiga!.......

Recorde una historia muy hermosa, como antes, como fue entonces, como quisiera que fuera hoy.........bailar en noches de estrellas, con pies descalzos, abrazadas por el viento, con una felicidad infinita........buscar la luna para pedir deseos....y escuchar el silencio de la noche......amigas de antes, de ayer y hasta siempre!.........Donde estes, recuerda y mira al cielo.....te busco....te buscooooo!!!

 

 

Comentario por Isilda (Portugal) el febrero 8, 2010 a las 10:22am
Isilda
Gracias por tu comentario Emma… para mí es un incentivo que vosotros, no familiarizados con mi lengua, leían mis blogs… por eso no escribo mucho en ese site.
Un abrazo de luz amiga de jornada
isilda
Comentario por Isilda (Portugal) el febrero 3, 2010 a las 7:53pm
Obrigada companheiro de jornada!
Abraço de luz
Isilda
Comentario por Carlos Oliva el febrero 3, 2010 a las 6:45pm
Adorei!!! Muito legal; parabens!!!
Comentario por Emma Esperanza Acosta Vàsquez el febrero 3, 2010 a las 2:54pm
Apreciada amiga, muy buena su exposiciòn, por lo que nos muestra un punto de vista sobre el camino y lo que signfica el Sol en nuestra carta como un objetivo interior. Finaliza con una excelente idea, brillar como el Sol, pero desde adentro para ser realmente felices. Un abrazo, Esperanza Acosta

© 2021   Creado por Roberto.   Tecnología de

Emblemas  |  Reportar un problema  |  Términos de servicio